Sobre Psiquiatria

postado em: Psiquiatria | 0

A psiquiatria hoje é uma das áreas da medicina de maior avanço científico. Aliada às mais novas tecnologias e práticas clínicas e trabalhando em harmonia com a psicologia, neurologia, e áreas afins, não tem qualquer semelhança com a psiquiatria de dez ou quinze anos atrás. Hoje, uma psiquiatria humana, com medicações precisas, sem efeitos colaterais, pode, e deve, contribuir no diagnóstico ampliado do sofrimento humano e da mesma forma aliviar as dores emocionais, investir nos relacionamentos dos indivíduos entre si e consigo mesmos, e facilitar o trabalho da psicoterapia e demais intervenções. Hoje essa é uma das maiores bandeiras da Organização mundial da Saúde (OMS): não existe saúde integral sem saúde mental.

A dependência da medicação é um mito. Um tratamento eficaz, preciso e ético jamais coloca o paciente dependente de qualquer tipo de intervenção. O objetivo é sempre que o paciente seja livre, saudável e viva sua vida em plenitude, sem as amarras de um sofrimento mental. Outro mito também é o da resistência pessoal. Quando se trata do campo emocional as pessoas tendem a enxergar suas defesas como infinitas e vivendo, por exemplo, uma depressão com muita culpa e vergonha, mas isso não é verdade. Ninguém tem culpa de ficar doente. Temos resistências variadas e que variam ao longo do tempo, de forma que algumas vivências traumáticas podem ser particularmente destruidoras. Principalmente também, precisamos uns dos outros, não no sentido de uma dependência, mas no sentido de apoio, de pensarmos juntas as difíceis situações da vida. Como diz o pensador: “Nenhum homem é uma ilha”. Contem conosco!

Bruno A. L. Nogueira – Psiquiatria e Psicoterapia
Responsável Técnico CAPS Cidade Ademar
Pós-graduando UNIFESP
CESM – Centro de Economia em Saude Mental UNIFESP

Deixe uma resposta